HISTÓRIA

João de Sande de Sacadura Botte morreu em Julho de 1888 e  era oitavo neto de Miguel de Sacadura Albarado, administrador dos vínculos instituídos em Cidade Rodrigo por Hernan Botte Pacheco, de quem foi sexto neto.

Também administrou o padroado real de Legas, em Espanha, Senhor do Prazo da Silva, terceiro Morgado da Aguieira, foi o vitivinicultor mais esclarecido do seu tempo, tendo os seus vinhos dado renome à região do Dão, vindo citado nos trabalhos dos enólogos da época. 

João Sacadura Botte Côrte Real

A Quinta da Bica está na família desde o Sec. XVII. Actualmente e após a herança por João Sacadura Botte a Quinta é propriedade da “Quinta da Bica – Sociedade Agrícola Lda” dedicando-se à produção e engarrafamento de vinho com a marca Quinta da Bica®, trabalho iniciado por João Sacadura Botte e continuado pela sua família. 

Reconhecida a nível nacional e internacional pela sua qualidade e prestígio, a produção de vinho começou no ano de 1989 pelas mãos de João Sacadura Botte com enologia do Prof. Virgílio Loureiro. Em 1992/1993 foi ano de transição e a enologia muda de mãos para o Mestre Magalhães Coelho. 

Actualmente os destinos da Quinta são geridos pela matriarca da família, Filipa Sacadura Botte com a preciosa ajuda das suas filhas Joana, Marta, Matilde e Madalena.

Em 2003 o Engº. Paulo Nunes passa a ser o Enólogo da Quinta da Bica, onde tem aplicado todo o seu know-how até aos dias de hoje.

A aposta na qualidade e a constante preocupação no melhoramento não só do produto como da imagem são características intrínsecas aos vinhos Quinta da Bica®.

João Sacadura Botte

Marta, Joana, Matilde e Madalena

Madalena e Filipa junto à Fonte da Bica

Enólogo Engª Paulo Nunes